Ibmec Social: do sonho ao protagonismo

Um filme passou pela minha cabeça sobre como a tão recente Ibmec Social, que era apenas um sonho, virou realidade. O Núcleo de Empreendedorismo Social do Ibmec é uma iniciativa que foi criada por alunos para alunos. Reunimo-nos com a seguinte pergunta: “Imagina que legal seria usar o melhor do conhecimento e talento existente no Ibmec para causar impacto positivo? E imagina fazer isso enquanto o aluno desenvolve competências empreendedoras? ”. Sem recursos, com zero orçamento e apenas vontade de fazer, começamos a colocar a mão na massa para tirar a ideia da organização do papel.

Quando criamos a Ibmec Social, ao final de 2015, sonhamos em substituir a típica associação de iniciativas sociais com fins assistencialistas e filantrópicos por projetos com visão empreendedora, de longo prazo e de impacto profundo; em despertar a sensibilidade dos alunos do Ibmec para os desafios e desigualdade social do nosso país.

Assim, a Ibmec Social nasceu com o objetivo de realizar impacto positivo enquanto desenvolve o aluno como empreendedor, profissional e agente da mudança por meio de vivências práticas, aprendizado por projetos e muita mão na massa.

O primeiro passo foi chamar mais gente: para não ficar só na nossa “bolha” de amigos, abrimos um rigoroso processo seletivo. Logo na seleção já acontecia um desafio de cases de monetização para os integrantes absorverem logo de início a consciência de que o que a organização propunha eram projetos que deveriam ser sustentáveis financeiramente, com visão empreendedora de impacto social, e não filantrópica.

Selecionados o primeiro time de alunos membros, o próximo passo foi fazer acontecer. A gestão da Ibmec Social 2016 buscou realizar imersões, treinamentos e reuniões gerenciais, tudo com o objetivo de capacitar o aluno para tirar ideias do papel. A partir do zero, os membros dos times precisaram idealizar um projeto, planejar, desenvolver, promover as articulações e parcerias necessárias à implementação e gerir.

Em nosso primeiro ano de gestão, conseguimos desenhar e executar o piloto de três programas: Torre de Babel, Plano B e Favela Legal. O piloto do Protosonho foi desenhado e uma prótese foi desenvolvida. Realizamos três projetos incríveis: Respeita Mais, Reforma do Hospital São Chico e o Ibmec Dia Feliz. Realizamos, ainda, o Desafio Ibmec Social.

As iniciativas da Ibmec Social realizadas em 2016 impactaram empreendedores e comunidades, jovens aprendizes, pacientes do S.U.S, pessoas que cumprem pena privativa de liberdade, além dos próprios alunos do Ibmec. Foi uma jornada de intenso aprendizado.

Em São Paulo, na final do Prêmio de Educação Empreendedora da Endeavor e do Sebrae, era preciso resumir toda uma jornada em apenas cinco minutos. O público presente, composto por reitores, diretores e professores de universidades de todo o Brasil, acompanhou e votou os melhores projetos. E nós, que éramos a única iniciativa de estudantes (os outros dois finalistas eram coordenadores de instituições de ensino superior), ganhamos. Ficamos mais do que felizes.

A Ibmec Social levou o primeiro lugar na final do prêmio nacional da Endeavor. O Prêmio de Educação Empreendedora busca iniciativas inovadoras e bem-sucedidas de empreendedorismo em Instituições de Ensino Superior, as quais possam inspirar novas práticas e transformar o ecossistema empreendedor universitário.

A premiação foi apenas a consagração de um trabalho feito por muitas e muitas mãos com muita parceria e apoio. Esperamos que o prêmio seja um incentivo para a nova geração de alunos membros da Ibmec Social e que a cada ano a organização se supere em impacto e desenvolvimento do aluno. Queremos que a Ibmec Social seja a principal porta de entrada para a formação de líderes melhores do amanhã.

Guilhermina Abreu
Aluna do curso de Direito, Ibmec/MG