Compliance e seus impactos para a graduação e pós-graduação

O Compliance é um sistema de diretrizes, usado para assegurar que políticas e normas (internas e externas) sejam efetivamente colocadas em práticas. Até pouco tempo, estava restrito às instituições financeiras, às estatais e, principalmente, às empresas multinacionais. O cenário mudou muito nos últimos anos com a aprovação da lei anticorrupção em 2013 e com novas demandas sociais e organizacionais. E, embora tenha se destacado no desenvolvimento de programas anticorrupção, vem se consolidando como algo mais robusto, com protagonismo no meio corporativo.

O Compliance veio para ficar, não há dúvidas. Não só pela vantagem competitiva de um novo negócio, na busca por financiamentos ou por exigência legal.  É inegável que o mundo vem passando por inúmeras transformações e há uma geração mais comprometida com valores éticos, políticos, sociais e ambientais.

Nesse sentido, há uma ampla possibilidade de atuação. A maioria dos profissionais ainda vem do direito, mas é possível encontrar profissionais com formação em economia, em administração, em ciências contábeis e engenharias. Programas bem estabelecidos contam com especialistas em gestão de dados e de TI, além cientistas comportamentais.

Aspectos técnicos e o conhecimento das leis ainda são muito importantes no desenvolvimento destes profissionais. Contudo, a prática de Compliance exige o desenvolvimento de habilidades para negociação e uma comunicação eficaz, compreensão da cultura, dos objetivos e estratégias do negócio.

A capacidade de passar por grandes desafios no cotidiano e manter a produtividade, a diplomacia e uma atitude positiva frente a eles, são características muito almejadas pelas organizações, especialmente quando buscam um profissional de Compliance.

Neste cenário, o Ibmec articula em seus projetos – tanto na graduação quanto na pós-graduação – o desenvolvimento das principais competências para este movimento de Compliance. Tanto nos cursos de direito, quanto nos cursos de administração, economia, ciências contábeis, engenharias, em relações internacionais, na arquitetura, no jornalismo e na publicidade, há uma diretriz institucional preocupada com o desenvolvimento de profissionais éticos e preparados para liderar a mudança e transformação das organizações. Além do componente curricular de Compliance, exercitamos e experienciamos a atitude de Compliance.

Na educação executiva o tema Compliance está presente em vários programas: nos LLM’s e nos MBA’s. Em 2018, trabalhamos no desenvolvimento de um projeto específico de Compliance. Na pós-graduação lato sensu, multidisciplinar, o processo de construção de conhecimento transita entre o desenvolvimento de habilidades e competências técnicas e comportamentais. Focado no planejamento, análise e desenvolvimento de programas de Compliance e como este recorte se insere:   na estratégia das organizações, no aumento do controle sobre os riscos, na identificação de fraudes, no aumento de credibilidade e seu papel na expansão do negócio.

Não há como negar que o ambiente corporativo passa e seguirá passando por intensas transformações, como reflexo dos avanços tecnológicos. É necessário reunir competências que permitam adaptação a este movimento de mudança. Caminhamos, adaptáveis às mudanças.

Saiba mais sobre a Graduação Ibmec

Preencha o formulário ao lado para saber mais sobre os cursos do Ibmec e seja protagonista do seu destino.